Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

< voltar
< 1 min

Meu Amor é Traiçoeiro

Peça levada à cena no Teatro Capitólio, a 13 de dezembro de 1935. Apenas com duas personagens, Maria Rosa e Manuel, toda a peça de desenvolve em torno dos arrufos, chistes, reconciliações deste par amoroso, desde o momento em que se conheceram, numa avenida de Lisboa, quando Maria Rosa apregoava figos, até à vida conjugal. Um aventura de Manuel com outra mulher leva Maria Rosa a expulsá-lo de casa. No último ato, conduzidos pelo ciúme a acusações mútuas de traição (justificadas no caso de Manuel), acabam por reconciliar-se, vendo o seu amor reforçado com o filho que Maria Rosa espera.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Meu Amor é Traiçoeiro na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-01 08:26:51]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais