Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Bom português

puder ou poder?

ver mais

trás ou traz?

ver mais

impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Miguel Gomes

Nascido em 1972, em Lisboa, Miguel Gomes é um dos mais premiados cineastas portugueses da atualidade, louvado pela originalidade e ousadia das suas obras, que frequentemente misturam géneros e desafiam classificações.

Antes de se iniciar na realização, Miguel Gomes estudou na Escola Superior de Teatro e Cinema, em Lisboa, trabalhando também como crítico de cinema.

A sua estreia autoral surge em 1999 com Entretanto, a primeira de várias curta-metragens que dirige – uma história de um triângulo amoroso entre adolescentes nas férias escolares. 

Em 2004 chega a primeira longa: A cara que mereces, um filme que parte como analogia ao conto infantil A Branca de Neve e os Sete Anões para abordar a crise de identidade que assalta o protagonista no seu 30º aniversário e que foi distinguido com o Prémio da Crítica do Festival IndieLisboa.

Quatro anos depois, o lançamento de Aquele querido mês de agosto, híbrido de documentário e ficção, passado num Portugal serrano em que os bailes populares marcam os meses de verão, vale-lhe diversos galardões, incluindo o prémio de Melhor Filme Internacional do Festival Internacional de Cinema de Valdivia (Chile) ou o prémio da crítica no Festival Internacional de Cinema de São Paulo (Brasil). 

A definitiva consagração internacional de Miguel Gomes chegaria em 2012, com o seu filme seguinte, Tabu, que estreia em cerca de 50 países e vence mais de uma dezena de prémios. História de um amor trágico, Tabu (cujo título invoca a obra homónima de Murnau, de 1931) contrapõe o passado e o presente dos personagens para refletir sobre o imaginário colonial e a nostalgia da juventude perdida.

Três anos mais tarde, Miguel Gomes apresenta na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes, As mil e uma noites, um drama burlesco que retrata o impacto da crise financeira que, em 2011, levou à intervenção do FMI em Portugal. A obra, dividida em três partes (volume 1: O Inquieto, volume 2: O Desolado, volume 3: O Encantado) e com mais de seis horas de duração, baseou-se em notícias reais e histórias do quotidiano recolhidas pelo realizador e pela sua equipa ao longo de um ano.

2021 trouxe novo filme de Gomes, Diários de Otsoga, um diário ficcionado do confinamento imposto pela pandemia COVID-19, realizado em conjunto com Maureen Fazendeiro.
 

Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Miguel Gomes na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-11-28 08:19:10]. Disponível em
Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Bom português

puder ou poder?

ver mais

trás ou traz?

ver mais

impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais