Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Miguel Vieira

Estilista português nascido em 1966, em São João da Madeira. Com 17 anos, inscreveu-se nos cursos de Arte e Design e de Controle de Qualidade Têxtil no Instituto Superior de Engenharia do Porto. Aliás, o estilista diz que foi este último curso que o fez despertar para o mundo da moda. Em 1988, Miguel Vieira começou a trabalhar como designer de moda e, três anos depois, criou e expôs pela primeira vez as suas próprias coleções. Foi a partir desta altura que começou a marcar presença nos salões Expofashion da Filmoda. Em 1992, trabalhou para marcas estrangeiras ao desenhar coleções de pronto-a-vestir para a Montagute e a Marie Claire. O ano seguinte ficou marcado pelo lançamento da marca Miguel Vieira, à qual foram acrescentadas a linha masculina de sapatos, em 1994, e a feminina, em 1995. A expansão da sua área de intervenção prosseguiu em 1996, quando criou a linha "Miguel Vieira Marroquinaria e Malas". Ao longo da sua carreira, lançou também linhas de jeans, óculos, roupa interior e uma dedicada ao ambiente marítimo, concretizando o desejo de vestir o homem e a mulher da cabeça aos pés. Miguel Vieira sempre marcou presença no estrangeiro e, em 1996, foi convidado pela Alliance Française para expor criações suas sob o tema Moda Francesa. Ainda a partir desse ano, iniciou uma participação constante em certames como a MICAM, em Itália, e a Modacalzado, em Espanha, o que lhe valeu a elaboração de uma coleção de sapatos para a marca Guess?. Portugal habituou-se também a ver as criações de Miguel Vieira nos principais certames nacionais, já que participou em várias edições do Moda Lisboa, Portugal Fashion, Filmoda e Porto de Moda. No estrangeiro, as suas coleções, que têm grande aceitação, já foram apresentadas em cidades como Milão, Paris, Londres, Atenas, Istambul, Nova Iorque, Tóquio e São Paulo, neste último caso através das edições internacionais do Portugal Fashion. Em 2003, desenhou uma coleção para o desfile internacional da Swarovski.
Miguel Vieira tem ainda a particularidade de ser o primeiro costureiro português a ter um holograma, em prata e chumbo, numerado que certifica a autenticidade e a qualidade de todas as suas peças. A nível europeu, só a Dolce & Gabbana e a Versace chegaram a este nível antes do criador português. O estilista, que para criar se inspira nas suas viagens, em filmes e no contacto com as pessoas, confeciona três tipos de linhas, uma muito selecionada em termos de matérias-primas e mais dispendiosa, uma mais acessível ao grande público e outra de jeans, para todas as bolsas. Para além das áreas de criação já referidas, lançou também acessórios, artigos de decoração, joalharia e óculos. Miguel Vieira recebeu a Comenda da Ordem do Infante D. Henrique em 2006.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Miguel Vieira na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-02 01:37:03]. Disponível em
Artigos
ver+
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Miguel Vieira na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-02 01:37:03]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais