Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Mira

Aspetos Geográficos
O concelho de Mira, do distrito de Coimbra, localiza-se na Região Centro (NUT II), no Baixo Mondego (NUT III). Situa-se na província da Beira Litoral e é limitado a norte pelo concelho de Vagos (distrito de Aveiro), a nascente e sul pelo de Cantanhede e a poente pelo oceano Atlântico.
No aspeto morfológico, a região é constituída por uma extensa planície de terrenos arenosos, sedimentares, férteis, e bem irrigados que não ultrapassam os 25 metros de altitude.
Praia de Mira
Brasão do concelho de Mira
Ao longo da orla marítima, estende-se uma mancha verde de pinhal, como uma forma de proteger os campos de cultivo do avanço das dunas. O lado oeste do concelho é dominado por praias e também por lagoas de água doce, sendo de destacar duas delas: uma é a da Barrinha, a 400 metros da costa, com cerca de 1300 metros de comprimento e 600 de largura, e a outra é a Lagoa de Mira, a 3700 metros da costa, com cerca de 1200 metros de comprimento e 800 de largura.
Este concelho tem uma superfície total de cerca 124,1 km2 e é constituído por quatro freguesias: Mira, Carapelhos, Praia de Mira e Seixo.
Em 2005, o concelho apresentava 13 025 habitantes.
O natural ou habitante de Mira denomina-se mirense.
História e Monumentos
A origem de Mira é atribuída aos Romanos e considera-se que a sua toponímia se deve à passagem dos Árabes, pelo que Mira deriva da palavra árabe Emir, que significaria Senhor.
A 12 de julho de 1448, D. Pedro atribuiu autonomia judicial e administrativa a Mira, em relação a Coimbra. Este facto foi muito importante na história do concelho; prova disso é a estátua representativa de D. Pedro, colocada na área central da Praça da República. A 27 de agosto de 1514, foi feita a confirmação de Mira como concelho, através da concessão de foral por D. Manuel II.
A nível do património arquitetónico, é classificada apenas a Igreja Matriz, de estilo renascentista, reedificada em 1690.
Tradições, Lendas e Curiosidades
O feriado municipal em Mira é no dia 25 de julho, quando se realiza a procissão da festa em honra de S. Tomé (padroeiro da vila).
Relativamente a outras festividades do concelho, serão de destacar: a Festa da Nossa Senhora da Consolação, a da Nossa Senhora do Ó, a da Nossa Senhora da Boa Viagem e a do Senhor dos Aflitos. Nos dias 23 de cada mês, existe uma feira ao ar livre, junto à Escola Secundária de Mira e nos dias 11 e 30 de cada mês, é realizada uma outra de maiores dimensões, em Portomar.
Tem também, como atrativos turísticos, a Casa Senhorial do Visconde de Mira, as casas típicas gandaresas, os moinhos de água e a pesca à xávega, ou seja, um tipo de pesca típica em que os bois puxam a rede e os barcos do mar. Será também de referir os seus cinco ranchos folclóricos.
Economia
A nível económico, o concelho tem vindo a sofrer algumas alterações no seu sistema produtivo. A atividade agrícola, nomeadamente da produção de batata e milho, tem vindo a perder o seu peso na economia local, à exceção da Pecuária Montalvo, passando esta a ser uma atividade complementar no rendimento familiar. Cerca de 40% da população dedica-se ainda ao setor das pescas e agricultura (primário); 26% dedica-se ao setor industrial (secundário) e 34% aos setores do comércio e serviços (terciário).
Nas últimas décadas, delineou-se um desenvolvimento industrial e comercial, essencialmente nos setores: alimentício, de mobiliário e de cerâmica. O turismo tem vindo a ser bastante promovido, essencialmente pela construção de aldeamentos turísticos.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Mira na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-22 16:01:41]. Disponível em

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros