Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Norberto Ávila

Dramatrugo português nascido a 9 de setembro de 1936, em Angra do Heroísmo. Entre 1963 e 65 frequentou a Universidade do Teatro das Nações, em Paris. Fundou e dirigiu a revista Teatro em Movimento, entre 1973 e 75; e, entre 1974 e 1978, chefiou a Divisão de Teatro da Secretaria de Estado da Cultura. Traduziu peças de Jan Kott, Shakespeare, T. Williams, A. Miller, Schiller, Valle-Inclàn, Fassbinder, entre outros. As suas primeiras peças (A Descida aos Infernos e O Homem que Caminhava sobre as Ondas) revelavam, segundo Luiz Francisco Rebello, "no seu simbolismo expressionista uma decidida vocação de dramaturgo moderno, que as obras posteriores vieram confirmar" (REBELLO, Luiz Francisco - 100 Anos de Teatro Português (1880-1980), Porto, ed. Brasília, 1984, p. 42). Conjugando um sentido da representação teatral enquanto ato ao mesmo tempo lúdico e interveniente, foi distinguido com o Prémio Comemorativo do Cinquentenário da Sociedade Portuguesa de Autores, atribuído a As Cadeiras Celestes e com o Prémio da Associação Portuguesa de Escritores, em 1987, para a peça Florânia ou A Perfeita Felicidade. Embora muitas das suas peças permaneçam inéditas (O Labirinto, 1962; A Pulga, 1962; Magnífico I, 1965; O Pavilhão dos Sonhos, 1979; Os Deserdados da Pátria, 1982), grande parte da sua obra encontra-se traduzida em alemão, polaco, servo-croata e espanhol, tendo já sido levada à cena por diversas companhias estrangeiras.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Norberto Ávila na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-18 20:27:23]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais