Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

notícia

A notícia é uma narrativa curta, eminentemente informativa, de factos atuais com interesse geral. Para ser notícia tem de possuir novidade, de anunciar algo de novo. Para isso, tem de haver veracidade e atualidade dos factos; e a narrativa tem de ser formalmente apelativa, capaz de interessar, e tecnicamente eficaz, recorrendo à concisão, à clareza e à objetividade. As notícias devem, por isso, ser relativamente curtas, atuais, fidedignas, concisas, claras e objetivas, de interesse.
Embora na elaboração da notícia predomine a apresentação dos factos, é, em geral, importante fornecer o contexto da sua ocorrência (antecedentes ou outros dados de referência), as situações, as personagens intervenientes ou os objetos descritos. O texto noticioso tem de considerar os factos e dar-lhe sentido, apontando uma causalidade. O enquadramento dos factos implica a arte da observação sobre as pessoas e as coisas ou sobre o ambiente onde acontece.
Cabe ao redator a perceção correta do que é essencial, mas também a obediência a certas regras de codificação: o título e o antetítulo (rigorosos, imaginativos, sugestivos, devem constituir unidades de sentido, anunciam o texto e captam a atenção do leitor para o conteúdo); a entrada (entre a titulagem e o "lead", deve ser suficiente para fornecer ao leitor a informação mínima essencial); o parágrafo-guia ou "lead"; os subtítulos (curtos e concisos, revelam a essência da parte de texto que introduzem); a construção por blocos e em forma de pirâmide invertida.
O lead é o parágrafo-guia da notícia e deve permitir ao leitor a resposta para as seguintes questões (podendo ser arbitrária a sua ordem): O quê? (o que aconteceu ou vai acontecer); quem? (os agentes da ação); quando? (a data); onde? (o local do acontecimento); como? (as circunstâncias); porquê? (os motivos e as razões).
A arbitrariedade da ordem enunciada resulta do facto de se dever iniciar a notícia pela resposta mais importante ou insólita. É, porém, frequente reservar-se o "como" e o "porquê" (por vezes, com o sentido de "para quê?") para o parágrafo seguinte, pois nem sempre são fáceis de resumir. O "quando" e o "onde" ficam, igualmente, omissos quando são óbvios.
A notícia ao ser redigida deve obedecer a um determinado número de regras essenciais, quer pelas vantagens técnicas que daí advêm, quer por razões de ordem psicológica e de leitura para os diversos recetores. A primeira norma a observar diz respeito à estrutura que segue a técnica da pirâmide invertida, que, ao contrário da construção romanesca, coloca o clímax no início da narração. Esta técnica resulta, naturalmente, da elaboração de um bom lead direto. Com a pirâmide invertida, as informações a seguir ao lead surgem por ordem decrescente de importância. À medida que se constrói o corpo da notícia, os factos vão perdendo a sua importância.
Na construção da notícia é importante o recurso a estes elementos e à imagem, mas assegurando sempre a unidade, a coerência e a eficácia informativa.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – notícia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-22 15:03:08]. Disponível em

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros