Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Novos Poemas

De Manuel da Silva Gaio, inclui três poemas longos, compostos em quadras decassilábicas ou dodecassilábicas, onde predomina a tonalidade épico-dramática na expressão de uma inquietação metafísica que lembra a poética de Antero: "Dom João" (publicado posteriormente em volume individual, em 1924), "Envelhecendo", considerada por Óscar Lopes (cf. Entre Fialho e Nemésio, vol. I, Lisboa, 1987, pp. 43, 47) uma das suas melhores composições, e "Nossa Senhora dos Agoiros". Reúne ainda duas composições em métrica mais breve, "Alma Remida" e "Sonho", onde desenvolve, também numa estrutura quase diegética, um certo visionarismo histórico; e um soneto, "Diálogo", que, fechando o volume, condensa lapidarmente algumas contradições que angustiam o sujeito poético.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Novos Poemas na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-11 00:55:10]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros