Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

números imaginários puros

Todo o número complexo da forma z = a + bi (em que a, b) possui uma parte real que se designa por Re(z) em que Re(z) = a e uma parte imaginária que se designa por Im(z) em que Im(z) = b.
Sempre que um dado número complexo z verifica as condições Re(z) = 0 e Im(z) ∈ , designamo-lo por número imaginário puro, ou seja, é todo o número complexo da forma z = bi com b.
Nota: Da definição em cima, depreende-se que "0" é um imaginário puro, bastando para tal que Re(z) = 0 e Im(z) = 0. Na verdade, "0" tanto é considerado um número real como um número imaginário puro. Geometricamente, os números imaginários puros encontram-se representados sob o eixo Oy, e "0" é representado na interseção do eixo Ox (eixo dos números reais) com o eixo Oy.
Assim, z = 2i, e são exemplos de números imaginários puros.
No caso de z se apresentar na forma trigonométrica, z = ρ cisθ, será um número imaginário puro sempre que com k. Efetivamente, para z = ρ (cosθ + i sinθ) basta ter em conta que e qualquer que seja k.
Os seguintes números, representados na forma trigonométrica, são exemplos de números imaginários puros:
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – números imaginários puros na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-25 21:57:27]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros