Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

O Bando

Companhia de teatro fundada em novembro de 1974, sedeada numa quinta de Vale de Barris, em Palmela. Dirigida por João Brites (também responsável pela encenação), Teresa Lima (responsável pela oralidade), Olga Roriz e Luca Aprea (corporalidade), Jorge Salgueiro (música), Rui Francisco (espaço cénico) e Clara Bento (cenografia), tem, entre o seu grupo de atores, nomes sonantes como Adelaide João, Ana Brandão, André Amálio, Bibi Gomes, Gonçalo Amorim, Nelson Monforte ou Paula Só, entre outros.
A sua imagem de marca é a adaptação de textos não dramáticos de autores portugueses e a criação de espetáculos inventivos pela multiplicidade de formas de expressão utilizadas. O seu primeiro espetáculo foi A Boneca (1974), seguindo-se, entre outros: A Máquina (1976), Auto dos Altos e Baixos (1979), Afonso Henriques (1982), Viviriato (1991), Nau de Quixibá (1996), Vassilissa (1998), Abrigo (2001) e Gente Feliz Com Lágrimas (2002).
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – O Bando na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-25 04:02:25]. Disponível em

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros