Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Olivença

Antiga vila portuguesa do Alentejo, a sua origem remonta ao século XIII, aquando da reconquista cristã pelos Templários. Passou definitivamente a território português em 1297, altura em que foi assinado o Tratado de Alcanises, por D. Dinis e Fernando IV de Castela, que definia as pertenças territoriais de cada reino. Foi na época de D. Dinis que foi ordenada a construção de uma fortificação na vila, reforçada posteriormente através, por exemplo, da construção de uma torre de menagem no reinado de D. João II e da ponte da Ajuda (também conhecida por ponte da N. Sra. da Ajuda ou de Olivença) sobre o rio Guadiana, ordenada por D. Manuel.
Após a ocupação do trono português pela dinastia filipina, começaram as disputas pela posse de Olivença entre Portugal e Espanha. No período da restauração, em 1640, e nas guerras que se seguiram, Olivença foi ocupada por um duque espanhol, sendo devolvida a Portugal na sequência da celebração de um tratado de paz, em 1668, no qual Espanha reconhecia a independência de Portugal.
Olivença voltou a sofrer a ocupação espanhola em 1801, durante a Guerra das Laranjas. Como, na luta contra a Inglaterra, Portugal recusou juntar-se à França, que tinha Espanha como aliada, estes dois países pretenderam conquistar o território português. Após as guerras napoleónicas, realizou-se o Congresso de Viena, onde não foi reconhecido internacionalmente o domínio espanhol de Olivença e foram reforçados os direitos de Portugal. Espanha assinou o tratado de devolução, mas, contudo, nunca cumpriu o acordo até aos dias de hoje.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Olivença na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-02 12:36:47]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais