Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

onda

Designa-se por onda toda a perturbação periódica (repete-se a intervalos de tempo regulares) num meio ou no espaço.
As ondas são muito importantes na física, uma vez que permitem descrever vários fenómenos de propagação, entre eles o som, as oscilações na superfície dos fluidos, as partículas da mecânica quântica, a luz, entre outros.
As ondas podem ser classificadas em onda móvel ou progressiva e onda estacionária.
Ondas do mar
Ondas provocadas por um vibrador pontual numa tina de água
Uma onda móvel é aquela em que a energia é transferida de um local para outro através de vibrações e o seu contorno move-se através do meio à velocidade da onda, enquanto que uma onda estacionária caracteriza-se pelo seu contorno não se mover através do meio, mantendo-se estacionário.
Obtém-se uma onda estacionária quando uma onda móvel é refletida ao longo do seu próprio percurso. Numa onda estacionária existem pontos cuja a elongação é zero. Estes são designados por nodos. Os pontos de elongação máxima são designados de antinodos ou ventres.
As ondas podem ainda ser classificadas quanto à direção das vibrações. Assim, se as vibrações se dão na direção da propagação da onda são designadas por ondas longitudinais, como é o caso das ondas sonoras. Se pelo contrário, as vibrações ocorrem numa direção perpendicular à direção de propagação da onda, estas tomam a designação de ondas transversais. Como exemplo de ondas transversais temos as ondas eletromagnéticas, com os campos elétrico e magnético a variar de um modo periódico em direções perpendiculares entre si com a direção de propagação.
As principais características de uma onda são a sua velocidade de propagação, o seu comprimento de onda, a sua frequência e a sua amplitude.
A velocidade de propagação define-se como o quociente da distância percorrida pelo tempo. Exprime-se em metro por segundo (m/s).
O comprimento de onda é a distância entre dois pontos consecutivos na mesma fase de vibração. Exprime-se em metros (m).
A frequência é definida como o número de vibrações produzidas na unidade de tempo ou como o número de ondas que passam num dado ponto na unidade de tempo. Exprime-se em Hertz (Hz) ou vibrações por segundo (s-1).
A amplitude é a diferença máxima da grandeza que sofre a vibração desde o seu valor médio. Normalmente a amplitude é metade do valor do pico ao vale numa onda.
Finalmente, as ondas podem também, ser classificadas quanto à natureza da vibração. Podem distinguir-se várias espécies de onda, das quais se citam apenas algumas: eletromagnéticas, caloríficas, sonoras, elásticas, hertzianas, líquidas e de Broglie.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – onda na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-17 08:18:44]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros