Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Operários Falam. O Trabalho e a Vida

Realidade e escrita atingem o grau máximo de aproximação nos depoimentos recolhidos em Operários Falam, experiência curiosa no âmbito de uma literatura popular, na aceção "romântico-socialista" (cf. SILVA, Vítor Manuel Aguiar e - Teoria da Literatura, 8.a ed. Coimbra, 1988, p. 116) de literatura escrita pelo povo. O desafio consistiu em convidar quatro operários a contar a sua vida, gravada e reproduzida com toda a exatidão pelo autor, que restringiu a sua intervenção à condução das entrevistas que subjazem a estas autobiografias e a um mero arranjo gramatical e terminológico. À curiosidade de saber qual a diferença entre realidade e ficção e de avaliar até que ponto o escritor filtra e transfigura, pela sua posição, a realidade observada, acresce ainda o desejo de confrontar duas gerações da classe operária na sua relação com o trabalho e com as outras classes.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Operários Falam. O Trabalho e a Vida na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-19 12:38:03]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros