Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Os Monólogos da Vagina

Peça teatral norte-americana escrita e interpretada por Eve Ensler, em 1996. Originalmente intitulada The Vagina Monologues, começou por ser o resultado de um conjunto de entrevistas que a autora conduziu com mais de 200 mulheres de diferentes idades, raças e orientações sexuais, que falaram livremente sobre a sua sexualidade. Simultaneamente tocante e hilariante, a peça tornou-se uma celebração da complexa sexualidade feminina e uma bandeira da causa contra a violência exercida sobre as mulheres - inspirando um evento propositadamente criado para o efeito denominado "V-Day".
Venceu o Obie Award em 1997, tornando-se um esmagador sucesso nos EUA. Foi traduzida para diversas línguas e representada com sucesso um pouco por todo o mundo. A versão portuguesa foi traduzida por José Luís Luna, em 2002, e magnificamente interpretada por Guida Maria num espetáculo dirigido por Celso Cleto e levado a cabo no Teatro Casino Estoril, Teatro Villaret e Coliseu do Porto, entre outros.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Os Monólogos da Vagina na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-25 21:32:07]. Disponível em

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais