Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

processos de extinção de fogos

Um fogo pode ser interrompido quando se impede a ação de um dos seus componentes (triângulo do fogo) ou se rompem as reações em cadeia (tetraedro do fogo). Alguns dos processos de extinção de fogos mais vulgarmente utilizados são o abafamento, a dispersão, o arrefecimento e a inibição.

O abafamento consiste na diminuição da percentagem de oxigénio para valores inferiores a 15% (a percentagem normal de oxigénio no ar é de 20%) e a dispersão consiste na separação física do combustível. O arrefecimento baseia-se na diminuição da temperatura do ambiente onde está a ocorrer o fogo para valores inferiores à temperatura de combustão e finalmente a inibição é a alteração da composição química da chama suprimindo a sua formação (rutura das reações em cadeia).

Os diferentes processos de extinção de fogos obrigam à utilização de agentes extintores diferentes que dependem da classe de fogo em causa. Os agentes extintores mais utilizados são a água, a areia, o dióxido de carbono, a espuma, o pó químico e o HALON.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – processos de extinção de fogos na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-17 06:08:53]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais