Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Promontório Sacro

Coleção de sonetos ilustrados, cujo sentido nacionalista o poeta resume na última composição, "Solemnia verba", ao formular o desejo de que os seus versos se convertam em "um clarim de guerra/ Enchendo o vale e despertando a serra,/ - Chamando para a luta a mocidade..." A mitologia marítima ("Meu Portugal - Poeta e marinheiro") confere unidade à coletânea, desdobrando-se na descrição de paisagens algarvias ("Al-hambras"), na evocação de figuras e acontecimentos históricos ("Esperança", "Gil Eanes", "Talant de bien fere"), na narração de episódios dramáticos (como o motivo do naufrágio, presente em "Subvenite, sancti dei" ou "Despojos"), nas reflexões filosóficas ("O Altitudo!").
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Promontório Sacro na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-30 21:43:24]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros