Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

psicoterapia de inspiração psicanalítica

A psicoterapia de inspiração psicanalítica baseia-se na psicanálise freudiana, mas orienta-se para uma eficácia mais imediata e, por isso, é uma terapia mais curta (dois anos em média) e mais espaçada (uma ou duas vezes por semana), num face a face. É, à semelhança da psicoterapia de apoio e da psicanálise, uma psicoterapia individual.
Nesta terapia há um controlo e limitação da transferência e uma limitação nas regressões em pacientes com um ego muito frágil ou muito rígido. Exige geralmente uma atitude mais suave, gratificante, ativa e centrada sobre o real do que a psicanálise.
As suas indicações são muito mais extensas que na psicanálise:
É indicada para todas as neuroses, nas doenças psicossomáticas, nas personalidades borderline e, com algumas reservas, pode ir até às próprias esquizofrenias, desde que os indivíduos se encontrem compensados.
Promove-se uma relação transferencial, ou seja, na relação com o terapeuta o cliente vivencia os conflitos infantis mas não se dá lugar à existência da neurose de transferência e à contratransferência. Estas não se instalam também por fatores técnicos como, por exemplo, o frente a frente que impede uma atitude completamente neutra.
Pretende-se atingir o pré-consciente mais profundo ou o inconsciente mais superficial. São os fatores intrapsíquicos que o indivíduo desconhece que dão lugar aos conflitos internos de que padece. E é na interpretação analítica e na identificação que se resolvem estes conflitos que o sujeito tem por resolver.
O terapeuta tem um papel de observador participante que interpreta os conflitos e faz uma desmontagem dos mecanismos de defesa e pode modificá-los. Estas situações requerem que o sujeito tenha uma boa tolerância à frustração e um ego equilibrado.
Convida-se a pessoa a exprimir-se livremente mas não a fazer associação livre. Os sonhos podem ser utilizados ou não e o terapeuta impõe limites em relação ao insight.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – psicoterapia de inspiração psicanalítica na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-29 10:24:38]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros