Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Pyongyang

Aspetos Geográficos
Capital e maior cidade da Coreia do Norte, Pyongyang situa-se no Sudoeste do país, junto ao rio Taedong, a 87 km da embocadura da baía da Coreia. Fica numa planície rodeada por montanhas a nordeste. Possui cerca de 2 700 000 habitantes (2006).
História e Monumentos
Com base em lendas, a cidade foi fundada inicialmente em 1122 a. C., sendo considerada a mais antiga da Coreia. Mais tarde, a cidade tornou-se local de residência das tropas e colonos chineses, que a batizaram de Lolang em 108 a. C. e a controlaram durante cerca de 400 anos. Veio a ser capital de um reino independente, já com o nome atual, entre 427 e 668 d. C. Depois da ocupação japonesa da Coreia (entre 1905 e 1945), tornou-se a capital da Coreia do Norte comunista, em 1948, dois anos depois de se ter separado da província de Pyongyang do sul. Foi fortemente bombardeada durante a Guerra da Coreia (1950-1953) e teve de ser praticamente toda reconstruída depois dos milhares de bombas lançadas pelos americanos. Essa reconstrução processou-se com a ajuda soviética, o que ficou marcado na sua arquitetura.
Aspetos Turísticos e Curiosidades
A cidade possui largas avenidas, ladeadas de árvores, com muitos parques e espaços abertos, mas com pouco tráfego motorizado. Entre os seus pontos de maior interesse, merecem destaque o Museu da Revolução Coreana, os Túmulos dos Heróis Revolucionários e o Arco do Triunfo (construído em mármore e em granito, com 60 metros de altura, é uma réplica ainda maior do de Paris). Merecem ainda uma visita a Torre Juche (com 170 metros de altura, construída para comemorar os 70 anos de Kim Il-Sung) e o Grande Palácio de Estudos do Povo, uma biblioteca gigante com um arquivo de mais de 30 milhões de livros. Todos os anos a cidade acolhe um festival internacional de cinema.

Economia
É o centro económico e cultural do país. É responsável por mais de um quarto da produção industrial do país, principalmente ferro e aço, maquinaria e têxteis. Aloja também importantes organismos educativos, culturais e de ciência (incluindo novas tecnologias). É servida pelo aeroporto internacional de Sunan.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Pyongyang na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-03 09:23:44]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais