Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

radical (linguística)

Tipo de morfema que comporta o significado lexical da palavra e ao qual se podem juntar afixos gramaticais, designadamente sufixos flexionais, derivacionais ou a vogal temática. Por exemplo, da análise morfológica das palavras <inspiro>, <inspiras>, <inspira>, <inspiramos>, <inspiração>, <inspirador>, verificamos que o elemento comum a todas as palavras e que as torna semanticamente aparentadas é o morfema <inspir->. Este morfema constitui pois o radical de todas aquelas palavras e obtém-se a partir da eliminação de todas as suas desinências, ou seja, os afixos flexionais <-o>, <-as>, <-a>, <-amos>) e derivacionais (<-ação>, <ador>), que identificam a categoria gramatical das palavras, que informam sobre a sua vogal temática (neste caso, <a>) e sobre o modo, tempo, número e pessoa da forma verbal.
Em alguns casos, nomeadamente no dos verbos irregulares, o radical sofre alterações morfológicas profundas, que só podem ser justificadas de um ponto de vista diacrónico da análise da língua. Veja-se, por exemplo, o verbo <trazer>, que apresenta as seguintes mudanças ao nível do radical: <trag-> para a 1.ª pessoa do Presente do Indicativo e Presente do Conjuntivo, <traz-> para as restantes pessoas do Presente do Indicativo e Infinitivo, <troux-> para os tempos do Pretérito e <trar-> para o Futuro do Indicativo e Condicional. Devido a estas alterações em alguns radicais no plano sincrónico, distingue-se radical de raiz da palavra, sendo a raiz o elemento mais antigo encontrado na história da língua que explica as formas posteriores dos vários radicais das palavras.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – radical (linguística) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-08 17:41:34]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros