Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Rafael Nkatunga

Escultor moçambicano nascido em 1951, em Moçambique.
Com um ano de idade, emigrou com os pais para a Tanzânia, onde os seus familiares lhe transmitiram a arte de esculpir madeira. Em 1968, iniciou o seu trabalho de escultor na escola de Bagamoyo e, em 1973, regressando a Moçambique, instalou-se numa base da FRELIMO, apoiando então a luta armada do movimento anti-colonialista. A partir de 1974, estabeleceu-se no planalto de Mueda, na província de Cabo Delgado, onde se dedicou novamente à escultura.
Representado em coleções particulares e públicas, como a do Museu Nacional de Arte, em Maputo, Rafael Nkatunga realizou exposições em Portugal, França, Itália e Cuba. Um dos principais escultores da arte maconde, o artista centra o seu trabalho no tipo de escultura shetani e ujamaa. É, neste último tipo, que Nkatunga revela a sua técnica e talento, sobretudo, devido à dificuldade em tornar a escultura harmoniosa.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Rafael Nkatunga na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-17 11:42:46]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais