Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Ruínas de Santiago

Situadas junto a Vila de Frades, no concelho de Vidigueira, distrito de Beja, as ruínas de Santiago são um misto de arquitetura civil e de arquitetura religiosa, delas fazem parte vestígios arqueológicos de uma villa romana, a maior conhecida até agora em Portugal, e do convento de São Cucufate.
Data do século I d. C. a construção de uma primeira villa, de que ainda restam vestígios das termas. Entre os séculos III e IV d. C. é construída uma segunda villa.
O século IX é a data provável da edificação do convento nas instalações da villa. Em meados do século XIII, criou-se a paróquia de S. Cucufate que se instalou no convento sob a responsabilidade dos cónegos agostinhos de S. Vicente, mais tarde substituídos pelos frades de S. Bento. Este convento foi abandonado a partir do século XVII.
Da villa e do convento apenas restam alguns vestígios como, por exemplo, partes de galerias abobadadas, resquícios de um templo romano e a capela do convento.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Ruínas de Santiago na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-20 04:19:21]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros