Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Samora Machel

Líder nacionalista moçambicano nascido a 29 de janeiro de 1933, em Chilembene, na província de Gaza, e falecido a 19 de outubro de 1986, em Mbuzini, África do Sul. Exerceu a função de auxiliar de enfermagem no hospital de Lourenço Marques (Maputo), antes de se tornar membro da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO). Ativista ao serviço do movimento desde a sua fundação em 1962, viajou por outros países africanos para receber treino militar. Liderou várias operações militares e foi nomeado secretário da defesa, em 1966, e comandante-chefe, em 1968, da FRELIMO. Em 1969, o presidente do movimento, Eduardo Mondlane, foi assassinado e, pouco tempo depois, Samora Machel assumiu o cargo em sua substituição. Durante a guerra pela independência conheceu aquela que viria a ser sua segunda mulher (a primeira, Josina Machel, faleceu aos 25 anos), Graça Machel, ativista da FRELIMO e defensora dos Direitos Humanos e das crianças. Após a proclamação da independência, a 25 de junho de 1975, tornou-se o primeiro Presidente da República de Moçambique. Optou pelos ideais marxistas-leninistas e pelo apoio da China e da URSS. Teve de enfrentar, até à sua morte, a guerra civil, tendo como oposição a Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO). Desempenhou o cargo de Presidente até outubro de 1986, altura em que um acidente de avião lhe causou a morte. Foi substituído por Joaquim Chissano na presidência do país.
Estátua de Samora Machel, em Maputo
Samora Machel, primeiro presidente moçambicano
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Samora Machel na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-14 02:34:39]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros