Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

São João da Madeira

Aspetos Geográficos
O concelho de S. João da Madeira localiza-se na Região Norte (NUT II), no Entre Douro e Vouga (NUT III). Pertence ao distrito de Aveiro e é limitado a norte e a oeste por Santa Maria da Feira, e a este e a sul por Oliveira de Azeméis.
Abrange uma área de 8 km2 e tem apenas uma freguesia, denominada de S. João da Madeira.
Brasão do concelho de São João da Madeira
Monumento à Indústria Sanjoanense, São João da Madeira
Repuxos de água no centro de São João da Madeira
Igreja Matriz de São João da Madeira
Em 2005, o concelho apresentava 21 407 habitantes.
O natural ou habitante de São João da Madeira denomina-se são-joanense ou são-joanino.
Os terrenos são graníticos e xistosos muito férteis e situam-se nas margens do rio Antuã. O concelho encontra-se a uma altitude de cerca de 300 metros e situa-se no Lugar de Mourisca.
História e Monumentos
As primeiras referências às terras de S. João da Madeira aparecem em documentos datados de 1088. Dada a sua situação geográfica entre a serra e o mar, este seria um ponto de passagem da estrada romana que ligava Talóbriga a Lancóbriga.
Em 18 de julho de 1924 a localidade foi elevada a vila, pelo presidente Óscar Carmona, e passou a sede de concelho em outubro de 1926, tendo sido separada do concelho de Oliveira de Azeméis, do qual fazia parte desde 1801.
Foi elevada a cidade no dia 16 de maio de 1984.
Do património arquitetónico fazem parte a Casa da Quinta do Morgado, classificada como monumento nacional; a ponte sobre o rio Antuã, que remonta ao tempo dos Romanos, dos Árabes e dos Visigodos; o Palacete da Quinta do Rei de Farinha e o Palacete dos Condes, que são exemplares das chamadas "Casas dos Brasileiros". A nível religioso, são de referenciar a Igreja Matriz, do século XIX, que é uma invocação a S. João Batista, e o Santuário da N. Sra. dos Milagres, de 1938.
No concelho há também vários monumentos alusivos ao seu cariz industrial, tais como o monumento à indústria Sanjoanense, o monumento ao Trabalho e antigas fábricas e suas chaminés.
Tradições, Lendas e Curiosidades
No concelho são realizadas as festas em honra da N. Sra. dos Milagres, em maio; a festa de S. João da Ponte, a 23 e 24 de junho, e a de S. Sebastião, no último domingo de julho.
O feriado municipal é no dia 11 de outubro.
Em relação à produção de artesanato, destacam-se os trabalhos em troncos e raízes de árvores, a pintura em porcelana, tela ou outros materiais, a escultura e as miniaturas de trabalho de lavoura em pedra, madeira ou barro.
Economia
A estrutura económica do concelho assenta essencialmente na indústria, estando aqui inclusivamente as sedes do Centro de Formação Profissional da Indústria do Calçado (CFPIC) e do Centro Técnico do Calçado (CTC). Assim, o setor do calçado é o mais importante, seguindo-se-lhe o têxtil.
A agricultura é quase nula e o setor terciário tem vindo a aumentar, principalmente no comércio a retalho.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – São João da Madeira na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-05 02:38:23]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais