Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

selénio

O selénio (Se) é um elemento químico não metálico, di, tetra ou hexavalente, de cor vermelha ou acinzentada, que se localiza no grupo 16 e período 4 da Tabela Periódica.
Possui número atómico 34 e massa atómica 78,96.
O selénio foi descoberto em 1817 em Estocolmo, Suécia, pelo químico sueco Jons Jacob Berzelius (1779-1848).
O nome selénio deriva do grego selene que significa luz.
Este elemento aparece em duas modificações alotrópicas vermelhas não metálicas e numa modificação cinzento-metálica.
O selénio encontra-se sobretudo em pequenas quantidades nos minerais de enxofre (sulfuretos) e concentra-se ao transformar-se o dióxido de enxofre obtido destes minerais em ácido sulfúrico. Este processo tem lugar nas câmaras de chumbo.
Também se pode obter selénio a partir da lama anódica na eletrólise do cobre.
Utiliza-se em células fotoelétricas, retificadores secos, como corante para vidros e esmaltes e como aditivo em ligas de aço.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – selénio na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-03 22:12:10]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais