Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Senegal

Geografia
País da África Ocidental. Localizado na parte mais ocidental do continente africano, abrange uma área de 196 190 km2. É banhado pelo oceano Atlântico, a oeste, e faz fronteira com a Mauritânia, a norte e a nordeste, com o Mali, a leste, com a Guiné e com a Guiné-Bissau, a sul, e ainda com a Gâmbia, país encravado no seu território e com uma estreita faixa litoral. As principais cidades são Dakar, a capital, com 2 613 700 habitantes (2004), Thiès (307 400 hab.), Kaolack (275 500 hab.), Ziguinchor (244 000 hab.) e Saint-Louis (171 300 hab.). A maior parte do território senegalês é constituída por planícies arenosas.
Clima
Homem senegalês
Região de Casamansa
Bandeira do Senegal
O clima é relativamente árido, sobretudo no Norte. Integra o chamado Sahel, caracterizado pela grande irregularidade das chuvas. A secura influencia diretamente a cobertura vegetal, que é constituída por magras estepes, no Norte, e savana, nas áreas mais chuvosas do Sul.
Economia
A economia senegalesa foi marcada no tempo pela monocultura do amendoim, sendo o país um dos grandes produtores de óleo-de-amendoim do Mundo. Os legumes e o arroz constituem, a par do milho-miúdo, os alimentos básicos dos agricultores. O Senegal tem um grande défice em cereais. Têm sido realizados grandes projetos hidráulicos, sobretudo no rio Senegal, com o objetivo de aumentar a área irrigada.
As principais indústrias estão ligadas aos produtos petrolíferos, à trituração de amendoim, à preparação de peixe para exportação (a sua principal riqueza), aos fertilizantes, aos têxteis e aos couros. A indústria cinematográfica sediada na capital é o centro da produção de filmes da África negra. Os principais parceiros comerciais do Senegal são a França, a Itália, os Camarões e o Mali.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita (toneladas métricas, 1999), é de 0,4.
População
A população era em 2006 de 11 987 121 habitantes. A densidade da população é de 56,71 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 32,78%o e 9,42%o. A esperança média de vida é de 59,25 anos. O valor do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,430 e o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) é de 0,420 (2001). Estima-se que em 2025 a população seja de 18 732 000 habitantes.
O grupo étnico mais numeroso é o dos jalofos, que constituem 43% da população, seguindo-se-lhes os serer (15%), os fulas (14%), os tukulor (9%), os diolas (5%) e os mandingas (4%). Os Berberes azenegues da Mauritânia invadiram a região no século XI e converteram os habitantes ao Islamismo. A língua oficial é o francês.
História
Foram os Portugueses, no século XV, os primeiros europeus a estabelecer contactos comerciais com o território, mas só a chegada dos Franceses, a partir do século XVII, iria marcar fortemente a cultura senegalesa. A política colonial francesa foi feita através de uma administração indireta, utilizando os chefes locais como intermediários e colaboradores. Nas principais cidades - Dakar, Gorée e Saint-Louis - era exercida uma administração direta por cidadãos franceses. Foi a única colónia onde chegou a ser concedida cidadania francesa a africanos. A língua oficial ainda hoje é o francês.
Depois da independência, em 1960, a República do Senegal conheceu uma via política inspirada no chamado socialismo islâmico, difundido por um conjunto de associações, escolas e jornais, de onde se destacou Léopold Sédar Senghor, como principal teorizador do sistema democrático e Presidente da República.
Em 1982 o Senegal juntou-se à Gâmbia para formar a confederação Senegâmbia, através de um pacto que unia instituições comuns e de uma integração das forças armadas e de segurança. A Senegâmbia foi dissolvida em 1989, por divergências entre os dois países.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Senegal na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-03 10:04:35]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros