Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Silves

Aspetos Geográficos
O concelho Silves, do distrito de Faro, localiza-se no Algarve (NUT II e NUT III). É limitado a oeste pelo concelho de Portimão, a este por Loulé, a noroeste por Monchique, a sul por Lagoa, Albufeira e o oceano Atlântico; e a norte por Odemira, Ourique e Almodôvar, pertencentes ao distrito de Beja. Ocupa uma superfície de 679,3 km2, distribuída por oito freguesias: Alcantarilha, Algoz, Armação de Pera, Pera, São Bartolomeu de Messines, São Marcos da Serra, Silves e Tunes.
Em 2005, Silves apresentava 34 402 habitantes.
Cidade de Silves
Brasão do concelho de Silves
A Antiga Sé de Silves
Castelo de Silves
O natural ou habitante de Silves denomina-se silviense.
Apresenta um clima temperado mediterrânico, com verões quentes e secos e invernos suaves; a precipitação distribui-se de forma irregular ao longo do ano, concentrando-se nos meses de outono e primavera.
Tem como recursos hídricos a ribeira de Alcantarilha, a ribeira de Arade e ribeira de Odelouca. De destacar, também, a albufeira de Arade.
A nível de relevo não é muito acidentado, realçando-se a Gralha (425 m), em Silves, e a Gralheira (281 m), em São Bartolomeu de Messines.
História e Monumentos
A história de Silves remonta ao período pré-histórico conforme testemunham os achados de menires, sepulturas e instrumentos de pedra polida. Na Idade dos Metais, a importância do concelho aumentou devido à sua riqueza em cobre. Por aqui passaram também Fenícios, Gregos, Cartagineses, Romanos (vestígios de estátuas, pedras com inscrições e moedas) e Muçulmanos.
A conquista de Silves aos mouros, por D. Afonso III, ocorreu em meados do século XIII. Este rei concedeu-lhe foral em 1266 e elevou-a a concelho. Em 1504 foi-lhe dado novo foral por D. Manuel.
Do património arquitetónico e monumental do concelho, são de salientar:
- o Castelo de Silves, originalmente de construção árabe, que remonta ao século VIII. Constituído por muralhas de taipa e espessas torres, ergue-se, no centro, uma enorme cisterna com a abóbada abaulada e cinco arcos de volta inteira.
- a Igreja da Misericórdia de Silves, edifício do século XVI, que revela a sua origem manuelina num pórtico lateral muito lavrado, colocado acima do solo, possivelmente a primitiva entrada;
- o torreão das portas da cidade de Silves, antiga torre albarrã, de importante dimensão, que fazia parte das muralhas da cidade;
- o Museu Arqueológico de Silves, que está construído em volta de uma cisterna muçulmana. Alberga uma valiosa coleção arqueológica desde o período paleolítico até ao século XVII.
Tradições, Lendas e Curiosidades
Neste concelho realizam-se algumas festas de cariz lúdico, popular e religioso, destacando-se as festas da cidade (de 2 a 4 de setembro), a procissão da Páscoa (3 de abril), o Festival da Cerveja (julho) e o festival de folclore (setembro).
O concelho também é palco de algumas feiras, nomeadamente a Feira de Artesanato (agosto e setembro) e a feira de Todos os Santos (31 de outubro).
A nível de artesanato, o realce vai para os trabalhos de olaria, tecelagem, renda de bilros, cerâmica, trabalhos em ferro e cobre e loiça de Porches.
Associadas ao concelho de Silves estão algumas figuras ilustres, nomeadamente o pensador e governador árabe da cidade Ibne Habibe (século XI), o filósofo e senhor de Silves Ibne Caci (século XII), o poeta Ibne Badrune e o príncipe-poeta Al-Mu'Tamid, que governou Silves durante a sua juventude, se destacou pela formação da tertúlia literária em Silves, foi o responsável pela construção do Palácio das Varandas (Axarajibe) e o autor do poema "Evocação de Silves", que muitos acreditam ser a personificação do rei mouro da lenda das amendoeiras. Em épocas posteriores, o navegador Diogo de Silves (século XV) e o poeta e pedagogo João de Deus (1830-1896).
Assim como noutras regiões, em Silves conta-se a lenda das amendoeiras em flor. Uma das versões desta lenda relata a história de um rei mouro - Ibne-Almundim - que encontrou, entre os seus prisioneiros, uma princesa das terras do Norte, de nome Gilda. O rei, arrebatado pela beleza nórdica da princesa, acabou por libertá-la mas, não aguentando a angústia da separação, procurou-a e pediu a sua mão em casamento. Após o casamento, a princesa caiu numa enorme tristeza e adoeceu gravemente. Preocupado, Ibne-Almundim soube por conterrâneos da princesa que o mal dela eram as saudades que tinha da sua terra natal e das paisagens cobertas de neve. Assim sendo, o rei ordenou que se plantassem amendoeiras por toda a parte para dar a ilusão de neve. A princesa recuperou as forças e a alegria.
Economia
As atividades ligadas ao setor secundário têm um papel bastante importante na economia concelhia. As indústrias corticeira e extrativa constituem as principais atividades. A indústria extrativa surgiu na Idade dos Metais e a corticeira, implementada na segunda metade do século XIX, despoletou o incremento económico e urbanístico de Silves.
A área agrícola ocupa cerca de 10,3% da área do concelho, sendo típicos os cultivos de cereais para grão, de frutos secos, de citrinos, os prados, as pastagens permanentes, o pousio e o olival. No que diz respeito à pecuária, aves, ovinos e suínos destacam-se como as principais espécies criadas. Silves tem uma baixa densidade florestal, pouco ultrapassando os 15% (15,1%) da superfície agrícola útil, correspondendo a 11 187 hectares.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Silves na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-22 03:22:56]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros