Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

sindicatos

São organizações, constituídas por trabalhadores, que visam a defesa dos seus interesses em todos os domínios: a melhoria das condições laborais ou o alcance de melhores salários e de estabilidade de emprego, entre outros objetivos. O movimento sindical surge com a industrialização do século XIX, num processo espontâneo de defesa dos interesses dos operários em relação às duras condições de trabalho que lhes eram impostas, aos baixos salários e à inexistência de quaisquer leis que os protegessem da exploração e do desemprego arbitrário. Surgem como forma de combater o capitalismo industrial e impõem-se entre a segunda metade do século XIX e os inícios do século XX, em todos os países democráticos, quer por associação a diferentes forças políticas, quer pela constituição das próprias organizações sindicais enquanto forças políticas, como foi o caso das Trade Unions, em Inglaterra, que vieram a dar origem ao Partido Trabalhista nos inícios do século XX. A organização sindical obedece, por norma, a uma certa hierarquia de base territorial e profissional; e a sua estrutura de funcionamento assenta nos mesmos pressupostos do funcionamento dos regimes políticos democráticos, mediante a existência, pelo menos, de dois órgãos fundamentais: um de carácter deliberativo e fiscalizador, que é a assembleia representativa de todos aqueles que são sindicalizados, e outro de carácter executivo, que é o que define as prioridades de atuação, as formas de luta e que representa o sindicato perante outras entidades. Sob o ponto de vista filosófico, os sindicatos têm por função lutar pela dignificação das relações laborais e pela aquisição de igualdade de oportunidades e de direitos entre os trabalhadores, estando para isso dotados de instrumentos de luta legalmente regulamentados que lhes permitem constituírem-se com poder de facto para empreenderem a defesa dos seus interesses face a interesses divergentes ou, se se quiser, não convergentes. O direito à greve é, sem dúvida, o instrumento mais importante de que os sindicatos dispõem em exclusivo. Qualquer negociação entre entidades patronais e sindicatos conta sempre, à partida, com a possibilidade de, ao fracassar, ver acionado o mecanismo da greve como forma legítima de reivindicação.
Manifestação organizada por um sindicato
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – sindicatos na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-28 04:19:59]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais