Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Steve McQueen

Ator norte-americano, de nome verdadeiro Terrence Steven McQueen, nascido a 24 de março de 1930 em Beach Grove e falecido a 7 de novembro de 1980, numa clínica mexicana em Juarez, no México. Considerado como o maior duro da história do cinema, é sobretudo recordado pelo seu desempenho em filmes de ação. Devido à separação dos seus pais, cresceu num reformatório na Califórnia e foi um afamado delinquente juvenil. Aos 17 anos, alistou-se na Marinha mas nem aí o seu carácter melhorou: esteve preso durante um mês e meio por ter prolongado uma licença de fim de semana sem autorização. Por sugestão de um amigo, decidiu tentar a carreira de ator. Em 1952, inscreveu-se na New York Neighborhood Playhouse e meses mais tarde na prestigiada Actors Studio. Em 1956, chegou à Broadway e no mesmo ano estreou-se cinematograficamente com um papel secundário em Somebody Up There Likes Me (Marcado Pelo Ódio, 1956). A televisão foi o seu primeiro veículo de popularidade quando protagonizou a série Wanted: Dead or Alive (1958), interpretando um caçador de prémios. A sua carreira cinematográfica expandiu-se a partir do momento em que John Sturges o convidou para protagonizar The Magnificent Seven (Os Sete Magníficos, 1960). A partir daí, McQueen continuou a somar sucessos que fizeram dele o ator mais bem pago de Hollywood na década de 60: The Great Escape (A Grande Evasão, 1963), Nevada Smith (1966), Bullit (1968), The Thomas Crown Affair (O Grande Mestre do Crime, 1968) e The Reivers (Os Ratoneiros, 1969). Especializado em filmes de ação, o facto de McQueen protagonizar ele próprio as suas cenas arriscadas, criava-lhe uma aura de culto entre os seus fãs. Em 1972, no decorrer das filmagens de The Getaway (Tiro de Escape, 1972), apaixonou-se pela atriz Ali MacGraw com quem formaria um dos mais mediáticos pares de Hollywood. Depois do sucesso de Papillon (1973) e de Towering Inferno (A Torre do Inferno, 1974), a vida de McQueen modificou-se quando lhe diagnosticaram cancro do pulmão. Continuou a filmar, embora submetendo-se a intensos tratamentos de quimioterapia: protagonizou Enemy of the People (O Inimigo do Povo, 1978), Tom Horn (O Cowboy, 1980) e The Hunter (O Caçador, 1980). Desiludido com os efeitos da quimioterapia, mudou-se para o México onde tentou uma cura homeopática, em vão.
Pormenor do cartaz de "The Magnificent Seven" (Os Sete Magníficos), um filme de 1960 em que participaram, entre outros, Charles Bronson, Yul Brynner e Steve McQueen
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Steve McQueen na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-07 09:31:26]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais