Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Tanzânia

Geografia
País da África Oriental. Situado a sul do equador, na chamada região dos Grandes Lagos, abrange uma área de 945 087 km2. A Tanzânia é banhada pelo oceano Índico, a leste, e faz fronteira com Moçambique e o Malawi, a sul, a Zâmbia, a sudoeste, a República Democrática do Congo, o Burundi e o Ruanda, a oeste, o Uganda, a noroeste, e o Quénia, a norte. Do território tanzaniano fazem parte também as ilhas Zanzibar, Pemba e Mafia. Dar-es-Salaam é a cidade onde se situa a sede do governo, mas está progressivamente a ser transferida para a cidade de Dodoma, sede do aparelho legislativo. As principais cidades do país são Dar-es-Salaam, com 2 538 100 habitantes (2004), Mwanza (400 300 hab.), Zanzibar (372 400 hab.), Dodoma (168 500 hab.) e Tanga (220 900 hab.).
É constituído por um vasto planalto central com uma altitude de 1200 metros e que se prolonga para norte, onde se encontra o monte Quilimanjaro que, com 5895 metros de altitude, é o ponto mais alto de toda a África. No território da Tanzânia existem numerosos lagos, muito profundos, cuja origem está ligada às características tectónicas da região. O mais extenso é o lago Tanganica, que é também o mais fundo lago de água doce do continente. Outros lagos importantes são o lago Malawi e o lago Vitória, que banha também o Uganda e o Quénia.
Monte Quilimanjaro, o mais alto de toda a África (5895 m) e que faz fronteira com o Quénia
Flamingos na cratera de Ngorongora, Tanzânia
Bandeira da Tanzânia
Clima
O clima é tropical húmido no litoral e tropical modificado pela altitude no interior. A zona central é caracterizada por grandes períodos de seca que dificultam o cultivo da terra.
Economia
A economia assenta num sistema de agricultura de subsistência. A agricultura contribui com a maior parcela do Produto Interno Bruto. Desprovida de infraestruturas industriais, à exceção de uma mina de diamantes, os recursos minerais da Tanzânia são de má qualidade e não existe mão de obra qualificada. O Reino Unido, ex-potência colonizadora, não investiu no país, à exceção da cultura do sisal nas zonas costeiras. Os agricultores cultivam milho, algodão e café e os que ainda fazem parte de tribos nómadas dedicam-se à pastorícia. As ilhas de Zanzibar e Pemba são mais ricas do que o continente. Têm um solo fértil, produzem para exportação copra e fibra de coco e são dos maiores exportadores de cravinho. Os principais parceiros comerciais da Tanzânia são o Reino Unido, o Japão, a Índia e a Alemanha.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono não foi atribuído.
População
A população, em 2006, era de 37 445 392 habitantes. A densidade populacional é de 38,9 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 37,71% o e 16,39%o. A esperança média de vida é de 45,64 anos. Nem o valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) nem o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) foram atribuídos (2001). Estima-se que, em 2025, a população seja de 59 840 000 habitantes. A população distribui-se por várias comunidades étnico-linguísticas, destacando-se os Nyamwezi e Sukuma (26%), os Suaílis (9%), os Haya (5%), os Hehet e Bena (5%), os Chagga (4%), os Gogo (4%) e os Macondes (4%). No plano religioso, a população reparte-se entre animistas (35%), muçulmanos (35%) e cristãos (30%). A língua nacional é o suaíli, que contribuiu fortemente para a coesão cultural e social do país. Existe mesmo uma literatura suaíli. O inglês é também língua oficial.
História
Foram os Árabes e os Persas os primeiros colonizadores do território nos séculos XVII e XVIII. O interior manteve-se inexplorado até ao século XIX. As primeiras expedições com fins comerciais foram comandadas por europeus. A Alemanha praticou uma política de administração direta. Na Primeira Grande Guerra, os Ingleses e os Alemães debateram-se pelo território. Londres iria passar a dominar o país. Viria a constituir-se um Estado soberano em 27 de abril de 1964 através da união dos estados do ex-Tanganica e do ex-sultanato de Zanzibar. A Tanzânia continental (ex-Tanganica) e a Tanzânia insular (ex-Zanzibar) conservaram instituições separadas. O processo de integração passou pela criação, em 1977, de um partido único, apesar de o Presidente da República ser eleito por sufrágio universal. O governo socialista enveredou por uma política de nacionalizações para controlar o aparelho produtivo.
Após a independência, foi considerado um dos países mais pobres do mundo.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Tanzânia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-04 06:56:42]. Disponível em
Artigos
ver+
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Tanzânia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-04 06:56:42]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais