Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros
< voltar
< 1 min

Teatro Inédito

Três volumes póstumos de teatro, da autoria de Júlio Dinis, prefaciados por Egas Moniz. O primeiro volume contém as comédias "O casamento da condessa de Amieira" (1856), "O último baile do Sr. José da Cunha" (1857) e "Os anéis ou inconvenientes de amar às escuras" (1857). O segundo volume reúne as comédias "As duas cartas" (1857) e "Similia similibus" (1858) e o drama "Um rei popular" (1858). O terceiro volume inclui as comédias "Um segredo de família" (1860) e "A educanda de Odivelas" (1860).
O romancista Júlio Dinis
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Teatro Inédito na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-01 23:23:29]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros