Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Bom português

puder ou poder?

ver mais

trás ou traz?

ver mais

impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

transculturação

A transculturação é o processo pelo qual um fenómeno passa de uma cultura para outra, dizendo, por isso, respeito aos contactos e aos cruzamentos de culturas diferentes. Nos anos 1900-1935, antropólogos e sociólogos americanos prestaram especial atenção às relações entre os diferentes grupos de imigrantes, através das suas trocas culturais. Em 1936, num Memorandum para o estudo da aculturação, Redfield, Linton e Herskovits definem a aculturação como o conjunto dos fenómenos que resultam do contacto contínuo entre grupos de culturas diferentes, provocando alterações nos modelos (patterns) iniciais dos grupos em presença. O termo foi aplicado aos fenómenos exógenos, resultantes das influências exteriores, distinguindo-se da assimilação no que esta tem de interiorização da cultura do grupo dominante.
Quatro anos depois, o etnólogo e musicólogo cubano Ortiz (1940) introduz o conceito de transculturalidade no pensamento antropológico. No prefácio à obra de Ortiz, Malinowski observa: "É um processo no qual se dá sempre qualquer coisa em troca do que se recebe. É um processo no qual as duas partes da equação saem modificadas. Um processo a partir do qual emerge uma nova realidade, composta e complexa, uma realidade que não é nem a glomeração mecânica dos caracteres, nem um mosaico, mas trata-se de um fenómeno novo, original e independente". A transculturação é um fenómeno que está presente no multiculturalismo, sendo este entendido, em termos sociológicos, como a presença de diferenças culturais numa determinada sociedade, presença que se faz sentir pela existência de afirmações de identidades religiosas, étnicas, nacionais, raciais, etc. O multiculturalismo é, também, um fenómeno de mestiçagem, termo herdado da colonização, a partir do mestiço, que designava aqueles que eram provenientes de uma união entre brancos e índios (o mulato e o crioulo, designando os descendentes dos brancos e dos negros). Nestas noções há uma conotação de degenerescência e uma conotação pejorativa, na medida em que a maior parte das sociedades se funda na recusa da mestiçagem. Em Casa grande e senzala (1933), o sociólogo brasileiro Gilberto Freyre fala de "miscigenação" para exprimir o encontro cultural e sexual dos Índios, dos Africanos e dos Portugueses, que produziu um povo novo (Freyre fala também de tropicalismo ou de lusotropicalismo, que é o contrário de diferencialismo étnico). A mestiçagem, de desprezada, torna-se no orgulho de ser brasileiro. A verdade é que no Brasil os cruzamentos raciais, culturais e religiosos originaram formas culturais inéditas ou, pelo menos, muito particulares; a convivência do catolicismo com o "candomblé" é prova disso.
As categorias de transculturalidade (Ortiz, 1940; Bastide, 1970) e de miscigenação (Freyre, 1933) assentam, contudo, na suposição de duas matrizes culturais - raças, conjuntos sociais, culturais e linguísticos -, que, tendo-se encontrado, deram origem a um fenómeno "impuro" ou "heterogéneo", embora no Brasil a mestiçagem seja sobretudo vivida na aceitação da pluralidade como valor constituinte. Em termos políticos e éticos, a transculturalidade e o multiculturalismo oscilam entre um universalismo que encara os indivíduos como cidadãos com direitos iguais, e os defensores dos particularismos culturais. Conciliar as duas posições será conciliar o direito a uma cultura própria, com o direito à cidadania, ou seja, à participação plena na vida pública.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – transculturação na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-11-27 04:52:46]. Disponível em
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – transculturação na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-11-27 04:52:46]. Disponível em
Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Bom português

puder ou poder?

ver mais

trás ou traz?

ver mais

impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais