Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Última Ceia

Por Última Ceia conhece-se a derradeira refeição tomada por Jesus Cristo e os apóstolos antes da Sua Paixão e morte. Os Evangelhos não coincidem na data da sua realização, sendo apontada alternativamente no dia 14 de Nissan - o primeiro dia dos Ázimos (Evangelhos Sinópticos, ou seja, Mateus, Lucas e Marcos) - ou no dia anterior à Páscoa (São João), mas certamente na tarde anterior à morte de Cristo.
Carregada de um forte sentido simbólico, é constantemente recriada no sacramento da Eucaristia e pretende reproduzir o sacrifício físico de Cristo (o pão e o vinho são o Seu corpo e sangue) que permitiu que a Humanidade acedesse à salvação e redimisse os seus pecados. Foi celebrada no Cenáculo, em Jerusalém (local onde os discípulos se voltariam a reunir após a Ascensão), e a Eucaristia foi nela instituída. S. Marcos e S. Lucas descrevem o lugar onde decorreu como confortável, uma grande sala no primeiro andar de uma casa, com almofadas, cochins e divãs, o que inspirou os artistas a representarem o Cenáculo como um sítio elegante e luxuoso.
Durante a Última Ceia também ocorreu o episódio do lava-pés, em que Jesus, à semelhança de um servo e para demonstrar que não se encontrava acima dos outros homens, lavou os pés aos apóstolos. Foi nesta refeição ritual que Cristo declarou que sabia que um dos presentes o iria trair, assim como predisse a tripla negação de São Pedro, e fez o Seu discurso de despedida. O ritual da Ceia, caso tenha sido realizada a 14 de Nissan, ter-se-á desenrolado conforme o costume pascal judaico, e no início da mesma deram-se os preparativos, os logia escatológicos (sentenças ou passagens das Escrituras) ditos por Cristo e a prédica que advertia os homens dos perigos de desejar honrarias.
O cordeiro, animal que desde tempos recuados era usado em sacrifícios (veja-se o sacrifício de Isaac, por exemplo) e que o costume pascal ditava ser morto de véspera e comido no dia de Páscoa, passou a simbolizar a pessoa de Cristo, que se sacrificou a Si próprio, em carne e sangue, para alimentar (espiritualmente) a Humanidade.
Há, essencialmente, a partir da exegese dos Evangelhos, três temas fulcrais na Última Ceia: um primeiro, mais dinâmico e dramático, centrado no anúncio da traição e reações dos apóstolos; um segundo, místico e solene, baseado na instituição do sacramento da Eucaristia (pão e vinho, corpo e sangue de Jesus Cristo); um terceiro momento, dir-se-ia, do adeus aos apóstolos, então, devido à traição de Judas Iscariotes, num tema todo ele carregado de melancolia.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Última Ceia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-01 19:54:15]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais