Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Um Americano em Paris

Musical norte-americano realizado em 1951 por Vincent Minnelli, contando com as interpretações de Gene Kelly, Leslie Caron, Oscar Levant, Georges Guetary e Nina Foch. Intitulado originalmente An American in Paris, teve argumento original de Alan Jay Lerner, música de George Gershwin, letras de Ira Gershwin, e coreografias de Gene Kelly.
Passado em Paris, conta a história de um ex-soldado americano, Jerry Mulligan (Gene Kelly), que após a Segunda Guerra Mundial fica a viver em Paris e torna-se pintor, o seu grande desejo. É descoberto por Milo Roberts (Nina Foch), uma mulher rica que se torna sua padroeira. Ele vive alegremente num minúsculo apartamento de Montmartre e é popular entre os vizinhos. Um dos seus melhores amigos é Adam Cook (Oscar Levant), pianista que toca num bar, mas que outrora fora acompanhante de uma estrela do music-hall, Henri Baurel (Georges Guetary). Henri, homem de meia idade, mostra-lhe uma foto da sua noiva de 19 anos, Lise Bouvier (Leslie Caron, na sua estreia no cinema), uma adorável bailarina que trabalha numa perfumaria. Confrontado com a diferença de idades, Henri explica que salvou Lise dos nazis e criou-a, uma vez que ela ficara órfã. Só quando ela cresceu e se tornou mulher eles se apaixonaram. Entretanto, Lise vai sendo objeto da afeição de Jerry, que desconhece a ligação dela ao também seu amigo Henri.
O enredo, todavia, não encontra aqui o ponto mais importante, à semelhança de muitos outros filmes do género, mas antes nos números musicais perfeitamente articulados com a história. É um dos mais elegantes e grandiosos musicais da MGM e de toda a história, com notáveis cenários, guarda-roupa e uma magnífica fotografia "Technicolor". É também um dos filmes americanos mais otimistas do pós-guerra que, apesar de se passar em Paris e contra a vontade de Gene Kelly, foi quase integralmente filmado nos estúdios da MGM na Califórnia. Leslie Caron substituiu Cyd Charisse - inicialmente contratada para o papel de Lise Bouvier - quando esta soube que estava grávida.
Uma das sequências mais marcantes do filme é o longo bailado final entre Kelly e Caron, num cenário que reflete trabalhos de diversos pintores impressionistas franceses, como Manet, Rousseau ou Toulouse-Lautrec.
Considerado pelo American Film Institute um dos 100 melhores filmes americanos de todos os tempos, Um Americano em Paris venceu seis Óscares (Melhor Filme, Argumento, Banda Sonora, Fotografia, Direção Artística e Guarda-roupa), tendo obtido mais duas nomeações (Melhor Realizador e Montagem) e vencido o Globo de Ouro de Melhor Filme Musical ou Comédia.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Um Americano em Paris na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-28 21:57:55]. Disponível em

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais