Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Viena

Aspetos Geográficos
Capital da Áustria, Viena está localizada nas margens do rio Danúbio, entre os Alpes e as extensas planícies do rio. Situa-se a 200 m de altitude, tem um clima temperado continental, registando uma temperatura média anual de 10,6 °C. A cidade está dividida em 23 bairros, dispostos em dois vastos círculos em torno do núcleo antigo. A sua população é de 1 504 100 habitantes (2004).
O natural ou habitante de Viena denomina-se vienense.
Catedral de Santo Estêvão, em Viena, na Áustria
Palácio de Hofburg, em Viena
Vista da parte antiga de Viena
Palácio Schönbrunn em Viena, Áustria
História e Monumentos
Fundada pelos Celtas, Vindobona evoluiu como porto fronteiriço, no século I a. C., sendo transformada em castro. Foi fortificada pelo Imperador Augusto e no século IX integra-se no Império de Carlos Magno. Com o Imperador Ottón II foi concedida à família Babenberg, recebendo o seu atual nome e iniciando um período de grande desenvolvimento. Após a extinção desta família, tornou-se posse da dinastia dos Habsburgos (1272-1918). Foi assolada pela peste e palco de inúmeras revoltas religiosas. Em 1526 era a sede administrativa e da residência imperial. Ao longo dos séculos XVII e XVIII são construídos muitos palácios que testemunham a prosperidade de Viena durante este período. Em 1804 torna-se a capital do Império Austríaco. As muralhas são destruídas em 1850, no reinado do Imperador Francisco José, e a partir dessa altura a cidade cresce muito. No início do século XX tornou-se um centro do movimento Art Noveau, que renovou a fisionomia da cidade. Após o final da Primeira Grande Guerra, tornou-se capital do país. Durante a Segunda Guerra Mundial, foi ocupada pelas tropas de Hitler e anexada à Alemanha, sofrendo intensos bombardeamentos. Em 1945, foi dividida em quatro setores ocupados até meados do século XX pela Grã-Bretanha, EUA, Ex-URSS e França.
A cidade moderna cresce a partir de uma circular de 4 km de extensão, a Ringstrasse, onde se situam a maior parte dos monumentos e edifícios mais imponentes. De destacar os seguintes monumentos: a Ópera, o Hofburg, que corresponde ao antigo Paço Imperial, a Rathaus (Câmara Municipal de estilo neogótico), o Parlamento, em estilo neoclássico, o Burgtheater (teatro municipal), o Musikverein, que abriga a Orquestra Filarmónica de Viena, e a Catedral de Santo Estêvão, construída nos séculos XIV e XV, sendo a mais bela igreja de estilo gótico de toda a Áustria.
O seu centro histórico foi classificado pela UNESCO como Património da Humanidade em 2001.
Aspetos Turísticos e Curiosidades
Viena foi durante séculos o ponto de encontro do Oriente e do Ocidente, e localizam-se atualmente na cidade as sedes de várias organizações mundiais. Tem-se expandido ao longo da principal estrada que liga a cidade ao Sul do país. Nesse local construíram-se grandes complexos comerciais que rivalizam com o comércio de Mariahilferstrasse e as lojas tradicionais da Karntner Strasse e Am Graben. É um dos maiores centros turísticos do mundo, onde os visitantes são atraídos pela "atmosfera" da cidade. Possui numerosos parques, repletos de monumentos, como o Stadtpark, que tem um castelo barroco onde se assinou o tratado de paz com os Aliados. O principal parque é o Prater, situado numa ilha formada pelo Danúbio. O Palácio Schonbrunn, a residência imperial de verão, tem um parque e um jardim zoológico que data de 1752 e é o mais antigo do mundo. Na cidade existem muitos museus e galerias de arte. Podemos destacar a Albertina e o Museu do Século XX, o de História Natural e o de Belas-Artes.
Economia
Devido à sua situação junto ao maior rio da Europa e numa área de relevo suave que facilita a passagem entre os Alpes e os Cárpatos, tornou-se um importante porto e centro de comunicações. É um núcleo industrial e de serviços, detendo uma parte significativa da produção que é gerada nas suas indústrias alimentares, de equipamentos elétricos, química, maquinaria, têxtil e de confeção, de papel e tipográfica. O artesanato em porcelana, cristal, joalharia, de instrumentos musicais e de artigos em pele é muito importante para a sua economia.
Está bem ligada com o resto da Europa por linha férrea e com a Alemanha através da rede rodoviária. Tem um aeroporto que se localiza no sudeste de Viena. Possui orquestra filarmónica, ópera e um conservatório. Existem famosas salas de concertos e de teatro, numerosas escolas científicas como a Universidade de Viena, a Universidade Técnica, a Universidade do Comércio, a Academia de Belas-Artes, entre outras. É centro de congressos, convenções e de reuniões políticas e económicas.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Viena na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-30 21:20:53]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros