MOMENTOS WOOK - 20% de desconto em todos os livros

Morro da Pena Ventosa

Rui Couceiro

Pedra e Sombra

Burhan Sönmez

Geração D

Carlos de Matos Gomes

2 min

glícidos
favoritos

Designados também por hidratos de carbono ou açúcares, os glícidos são compostos orgânicos ternários, constituídos por carbono (C), oxigénio (O) e hidrogénio (H), de fórmula geral Cn(H2O)n, onde n representa um número inteiro. São biomoléculas importantes, quer a nível energético quer a nível estrutural, constituindo, juntamente com as gorduras (lípidos) e as proteínas (prótidos), as substâncias essenciais para os organismos animais, incluindo o homem.
Os glícidos são produzidos pelas plantas verdes a partir do dióxido de carbono e da água, à custa da energia solar captada pela clorofila. Enquanto as plantas constroem os glícidos, os animais, pelo contrário, efetuam a sua degradação para obter energia.
De acordo com a sua complexidade, os glícidos podem ser agrupados em três tipos principais: os monossacarídeos, os oligossacarídeos e os polissacarídeos.
Os hidratos de carbono, tal como as gorduras e as proteínas, constituem substâncias essenciais para o homem
Diversos tipos de pão, um alimento rico em glícidos
Alimentos ricos em glícidos
Os glícidos mais simples são os monossacarídeos (oses), que quimicamente são poliálcoois que contêm um grupo aldeído ou um grupo cetónico. São moléculas não hidrolisáveis e redutoras e são classificados tendo em conta o número de átomos de carbono. Os monossacarídeos mais importantes são os que contêm cinco átomos de carbono, denominados pentoses (ex.: ribose e desoxirribose), e seis átomos de carbono, chamados hexoses (ex.: glicose ou glucose, frutose e galactose). A glicose encontra-se nas uvas, nas ameixas, no mel e no néctar das flores e é um nutriente muito importante para a vida das plantas e dos animais, além de ser um dos açúcares mais importantes para a Química; a frutose, por sua vez, é o açúcar que se encontra na fruta e no mel; e a galactose é um isómero da glicose e constitui um dos componentes da lactose.
Os oligossacarídeos são glícidos hidrolisáveis que resultam da ligação glicosídica de dois, os dissacarídeos (ex.: sacarose, maltose e lactose), a dez monossacarídeos.
A sacarose é um açúcar constituído por uma molécula de frutose e uma de glicose, presente em muitas plantas, especialmente na cana-de-açúcar e na beterraba, sendo utilizada no nosso dia a dia como vulgar açúcar; a maltose é constituída por duas moléculas de glicose e pode obter-se pela hidrólise do amido; e a lactose, ou o açúcar do leite, é composta por uma molécula de glicose e uma molécula de galactose.
Os polissacarídeos são glícidos constituídos por mais de dez monossacarídeos (ex.: amido, glicogénio e celulose). O amido é um pó branco, insolúvel em água fria, que tem uma função de reserva vegetal e que se encontra presente nas batatas e nos cereais. O glicogénio, tal como o amido, tem funções de reserva e é armazenado no fígado. Por fim, a celulose é um hidrato de carbono que existe nas plantas e é o principal constituinte das membranas celulares das células vegetais. É muito usada na produção de papel.
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – glícidos na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-07-20 13:05:28]. Disponível em

Morro da Pena Ventosa

Rui Couceiro

Pedra e Sombra

Burhan Sönmez

Geração D

Carlos de Matos Gomes