MOMENTOS WOOK - 20% de desconto em todos os livros

Morro da Pena Ventosa

Rui Couceiro

Pedra e Sombra

Burhan Sönmez

Geração D

Carlos de Matos Gomes

1 min

Independência da Polónia
favoritos

No início do século XX, a Polónia encontrava-se dividida entre as diferentes potências europeias. Grande parte do país encontrava-se sob o jugo russo, perdendo, a pouco e pouco, todos os vestígios da antiga autonomia. Por seu turno, os Polacos, sob o domínio da Prússia, estavam também sujeitos a um programa de germanização, se bem que menos intenso do que o de russificação a que os seus compatriotas do Leste estavam submetidos. Distribuídos pelos exércitos da Rússia e das Potências Centrais, polacos combateram polacos quando deflagrou a Primeira Guerra Mundial. Naquilo que ainda restava da Polónia "livre" havia um debate intenso sobre que lado apoiar no conflito.
Em 9 de agosto de 1915, os alemães entram em Varsóvia; em 5 de novembro de 1916, as Potências Centrais, desejosas de atrair simpatias e efetivos para os seus exércitos, proclamam uma espécie de autonomia polaca, um estado polaco sem fronteiras, com um "conselho de estado" provisório sem qualquer tipo de autoridade; no entanto, no exterior as condições não eram favoráveis a uma aliança com Viena e Berlim.
O "Comité nacional polaco", sediado em Paris, aproveitou a revolução russa em 1917 para se lançar na formação de um exército patriótico. Por esta altura, o Governo provisório russo reconheceu o direito polaco à autodeterminação, e, em Paris, os patriotas do "Comité" constituíam também um governo provisório. Em 10 de janeiro de 1918, o presidente americano Wilson, ao apresentar aquilo que entendia serem as condições ideais para uma paz futura, refere como elemento essencial a criação de um estado polaco independente, com acesso livre ao mar.
Monumento às vítimas da guerra, Varsóvia
Palácio da Cultura, Varsóvia
Automóvel numa rua de Gdansk
Varsóvia, bairro antigo
Carruagem para passeios turísticos em Varsóvia
Após a derrota das Potências Centrais, o Governo provisório é entregue a Jozef Pilsudski no dia 14 de novembro de 1918; a Polónia caminhava para a independência, a qual é proclamada poucos dias depois. O "novo" país, a República da Polónia, tinha já formado em janeiro de 1919 o primeiro Governo polaco independente.
O Tratado de Versalhes, de junho de 1919, reconheceu o estatuto de nação independente à Polónia e garantiu-lhe a posse de uma pequena faixa de território, o chamado "corredor polaco", ao longo do Vístula até ao mar Báltico, largas secções de Posen (Poznan) e a Prússia Ocidental, bem como importantes direitos económicos na cidade livre de Danzig (atual Gdansk).
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Independência da Polónia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-07-19 00:01:03]. Disponível em
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Independência da Polónia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-07-19 00:01:03]. Disponível em

Morro da Pena Ventosa

Rui Couceiro

Pedra e Sombra

Burhan Sönmez

Geração D

Carlos de Matos Gomes