Morro da Pena Ventosa

Rui Couceiro

Pedra e Sombra

Burhan Sönmez

Geração D

Carlos de Matos Gomes

1 min

Jan Van Eyck
favoritos

Jan Van Eyck nasceu em Maaseik, posteriormente território belga, por volta de 1385, e faleceu em 1441, em Bruges.
Trabalhou na Holanda e em Lille, mas é da estadia em Bruges que restaram as obras mais impressionantes.
O Retábulo do Cordeiro Místico terá sido iniciado pelo seu irmão Hubert e terminado por Jan em 1432.
O pintor utilizava a nova técnica do óleo com grande requinte, de tal modo que certos efeitos não voltaram a ser igualados. O retábulo possui um total de vinte quadros. As figuras de Adão e Eva são as mais audaciosas do conjunto.

De um realismo pesado, Van Eyck evoluiu para um estilo mais subtil e delicado, em que a luz assume uma qualidade especial. Os retratos possuem uma minúcia técnica e uma perfeição de acabamento que não esconde a personalidade dos modelos. Em O Homem do Turbante Vermelho (1433), possivelmente um autorretrato, a serenidade da pintura reflete um certo ideal de personalidade.

"O Casamento dos Arnolfini", óleo sobre madeira de Jan Van Eyck, 1434
Jan Van Eyck, pintor holandês
"O Chanceler Rolin", óleo sobre painel de madeira
Uma das maiores obras-primas da época é O Casamento dos Arnolfini (1434). Esta cena tem subjacente um simbolismo que exprime a natureza do matrimónio enquanto sacramento religioso. O mundo material e o mundo espiritual integram assim o mesmo espaço, formando um só.
A influência de Van Eyck fez-se sentir principalmente na pintura dos países do Norte da Europa.
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Jan Van Eyck na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-07-25 10:55:38]. Disponível em

Morro da Pena Ventosa

Rui Couceiro

Pedra e Sombra

Burhan Sönmez

Geração D

Carlos de Matos Gomes