Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

O Livro de San Michele

Axel Munthe

Peregrinação

Fernão Mendes Pinto

1 min

laterite
favoritos

Nos climas tropicais quentes e húmidos podem desenvolver-se solos denominados laterites. Por uma meteorização química interna nestas condições climáticas, estes solos são usualmente mais profundos que os solos que se desenvolvem em latitudes médias.
Não só a lixiviação remove os materiais solúveis, como por exemplo a calcite, como remove grandes quantidades de sílica, provocando a formação de concentrações de óxidos de ferro e alumínio no solo. Os óxidos de ferro conferem aos solos a sua característica cor vermelha. Como a atividade das bactérias é intensa na zona tropical, nas laterites, praticamente, não existe húmus, o que torna os solos improdutivos.
As laterites têm a composição das bauxites ricas em óxidos de ferro, e alumínio.
São terras ou rochas vermelhas, relativamente friáveis quando se formam, mas que com a dessecação adquirem uma dureza significativa. Formam-se em África, na Índia e na América do Sul. Provêm da alteração das rochas silicatadas (dioritos, gabros, periodotitos e outras rochas ricas em minerais ferromagnesianos). Podem recobrir extensas regiões e a sua espessura pode atingir alguns metros e por vezes dezenas de metros. Após a desflorestação, as zonas superiores endurecem, formando uma couraça. Salvo raros casos em que podem ser utilizadas como minérios de ferro ou de alumínio, não têm grande interesse económico e, como não são propícias para a agricultura, a sua presença é quase sempre prejudicial.
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – laterite na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-02-26 10:21:13]. Disponível em

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

O Livro de San Michele

Axel Munthe

Peregrinação

Fernão Mendes Pinto