Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

O Livro de San Michele

Axel Munthe

Peregrinação

Fernão Mendes Pinto

2 min

zonalidade do solo
favoritos

Princípio desenvolvido pelo cientista russo Nikolai Sibirtzev, segundo o qual determinados tipos de solo se encontram relacionados com certos tipos de clima e vegetação. Assim, os fatores bioclimáticos gerais seriam os principais responsáveis pela génese do solo. Este princípio influenciou em maior ou menor extensão alguns dos sistemas de classificação dos solos, como a classificação do próprio Sibirtzev e as utilizadas nos Estados Unidos da América anteriores a 1960. Quer numa quer noutra classificação a adoção do princípio de Sibirtzev levou à distinção, ao nível taxionómico, de diferentes tipos de solo.
Atualmente há seis categorias de classificação na Taxonomia dos solos: ordem (a categoria mais ampla), a subordem, o grande grupo, o subgrupo, a família e a série (a categoria mais específica). Estas categorias podem ser comparadas com as que foram utilizadas na classificação das plantas.
A ordem baseia-se nos processos de formação dos solos caracterizados pela presença ou ausência de horizontes. Uma dada ordem inclui todos os solos que não apresentam grandes diferenças na sua génese.
Esquema de perfis de solo desenvolvidos em condições de clima e vegetação diferentes
Paisagem descampada
A subordem é uma subdivisão da ordem que evidencia propriedades que sugerem uma homogeneidade genética na formação do solo. Foram organizadas, com base no ambiente climático e vegetativo, que pode determinar a natureza da génese do processo, quarenta e sete subordens, das quais quarenta e quatro são utilizadas nos Estados Unidos da América. O grande grupo é diagnosticado pelos horizontes. Os solos de um determinado grande grupo apresentam o mesmo tipo de disposição dos horizontes. Foram organizados 230 grandes grupos.
O subgrupo é uma subdivisão do grande grupo. O conceito central para a definição do grande grupo mantém-se no subgrupo. Outros subgrupos podem ter características intermédias entre os solos de vários grupos. Foram reconhecidos 1200 subgrupos.
A família é a categoria atribuída a solos com propriedades físicas e químicas semelhantes que afetam o seu comportamento relativamente ao arranjo e, especialmente, à penetração das raízes das plantas no solo. Diferenças na textura, composição mineralógica, temperatura e profundidade do solo são as bases primárias para a diferenciação em famílias. Foram organizadas 6600 famílias de solos.
Série é a unidade mais específica para a classificação taxionómica do solo. A sua base de caracterização são o tipo de disposição dos horizontes. São conhecidas 16 800 séries de solo.
Em trabalho de campo é muitas vezes utilizada a classificação fase, mas que não é uma categoria taxionómica.
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – zonalidade do solo na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-02-27 04:09:24]. Disponível em

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

O Livro de San Michele

Axel Munthe

Peregrinação

Fernão Mendes Pinto