Aida

O masculino desapareceu por completo há séculos. No Brasil acentua-se na penúltima sílaba, por influência do italiano (na ópera Aïda de Verdi).
Como referenciar: Porto Editora – Aida no Dicionário infopédia de Nomes Próprios (Antroponímia) [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-26 10:38:34]. Disponível em