cantavas
forma do verbo cantar
2.ª pessoa do singular do pretérito imperfeito do indicativo
tu cantavas

cantar

can.tar
kɐ̃ˈtar
verbo transitivo e intransitivo
emitir sons musicais com a voz; entoar
verbo intransitivo
(ave e outros animais) emitir sons
verbo transitivo
1.
MÚSICA executar com a voz (um trecho musical)
2.
celebrar em verso ou prosa
3.
popular retorquir; replicar
4.
Brasil popular tentar seduzir (alguém) através de conversa agradável
nome masculino
1.
canto
2.
cantiga; canção
3.
composição poética em louvor a alguém
cantar de galo
estar em vantagem, falar com arrogância, mostrar-se provocador, mandar
cantar vitória
gabar-se de ter conseguido o que desejava
Do latim cantāre, «idem»
ANAGRAMAS
Como referenciar: Porto Editora – cantar no Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-07-29 20:08:25]. Disponível em

PROVÉRBIOS

  • Aonde canta galo não canta galinha.
  • Bens de sacristão, cantando vêm, cantando vão.
  • Cada galo canta no seu poleiro e o bom no seu e no alheio.
  • Cantar e andar encurta caminho.
  • Cantar na igreja e chorar em casa.
  • Carro apertado é que canta.
  • Como canta o abade, assim responde o sacristão.
  • Como canta o galo velho, assim canta o novo.
  • Enquanto se canta, não se assobia.
  • Faz a tua seara onde canta a cigarra.
  • Galinha que canta de galo, põe o dono a cavalo.
  • Galinha que canta, faca na garganta.
  • Galinha que canta quer galo.
  • Galinha que canta, quer pôr.
  • Galinha que como galo canta, anuncia a morte do dono.
  • Não é por o galo cantar que há de madrugar.
  • Ninguém morre no ano sem ouvir cantar o cuco.
  • O cantar quer hora.
  • Onde canta galo, não canta galinha.
  • Onde o abade canta, lá janta.
  • Pelo canto conhece-se a ave.
  • Pinta que canta quer galo.
  • Quando o arrais canta, boa vai a maré.
  • Quando o galo canta, a galinha está por perto.
  • Quando o galo canta, já é dia.
  • Quando o mestre canta, boa vai a obra.
  • Quem alegre se levanta, todo o dia canta.
  • Quem bebe e canta, seu mal espanta.
  • Quem canta antes de almoçar, ou é tolo ou quer casar.
  • Quem canta antes do almoço, chora antes do sol-posto.
  • Quem canta mal, canta sempre.
  • Quem canta na cama e assobia à mesa, o juízo pouco lhe pesa.
  • Quem canta, seus males espanta.
  • Quem canta seu mal espanta, quem chora mais o aumenta.
  • Quem mal canta, bem reza.
  • O abade onde canta aí janta.
VER +

CITAÇÕES

  • "(...) Em como é diferente o amor em Portugal! (...) Em sendo triste canta, em sendo alegre chora!"Júlio Dantas