A Assassina

Novela publicada em 1903, de título original H Φονισσα, é a obra mais célebre de Alexandre Papadiamantis, ilustrando o drama das mulheres na sociedade grega rural do princípio do século XX. A obra conta a vida de Frangoyanú - uma avó de cerca de sessenta anos, que vivia na ilha de Skiathos - e faz a análise da psicologia feminina da época, descrevendo as dúvidas dessa mulher, que se tornou assassina de várias meninas por considerar que a vida delas constituía um problema para os pais, obrigados a arranjar dotes para que assim elas pudessem ter noivo e casar.
Em 1974, o realizador egípcio Costas Ferris realizou um filme baseado na obra, com título homólogo.
Como referenciar: A Assassina in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-24 22:19:13]. Disponível na Internet: