A Cantora Careca

Peça de Eugène Ionesco (1950) baseada num manual de conversação franco-inglês cujos diálogos insólitos esvaziam a linguagem de sentido. O próprio título é aleatório, não estabelecendo nenhuma relação com o conteúdo da peça. A obra é considerada um marco importante do teatro do absurdo.
Como referenciar: Porto Editora – A Cantora Careca na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-23 21:53:38]. Disponível em