A Costa dos Murmúrios

Situado durante a guerra colonial, interroga, a partir da reflexão sobre uma narrativa, intitulada "Os Gafanhotos", os modos de busca da verdade histórica e, consequentemente, da verdade romanesca: "Definitivamente, a verdade não é o real, ainda que gémeos, e n' Os Gafanhotos só a verdade interessa. [...] A verdade deve estar unida e ser infragmentada, enquanto o real pode ser - tem de ser porque senão explodiria - disperso e irrelevante, escorregando, como sabe, literalmente para lugar nenhum" (p. 85). Nesse interrogar sobre os sentidos da História e da história, avulta um conceito de tempo na história contemporânea, composto de tempos diferentes, que relativizam todos os tempos, procura dos "músculos invisíveis" que "podem ter um desempenho especial na organização dos factos históricos". A verdade sobre a história da guerra colonial, as discrepâncias entre a história de colonizadores e a história de colonizados, ampliando a história de Os Gafanhotos, apresenta-se como um enigma que Eva Lopo tenta, vinte anos depois, desvendar, relembrando como tentara gritar verdades que deveriam ter sido, como os sentimentos e as aspirações íntimas das personagens, apenas murmuradas: a verdade sobre o processo de envenenamento dos nativos com garrafas da álcool metílico, financiado talvez pelo Governo da África do Sul com o intuito de promover uma independência branca nas colónias portuguesas; ou a verdade sobre a intervenção dos soldados portugueses na guerra colonial, as barbaridades cometidas, quando "ninguém podia indicar se era grandiosidade ou mesquinhez o impulso das pessoas que degolavam as cabeças das outras e as espetavam em paus. [...] O Condestável tê-lo-ia feito, o Fundador muito pior [...]". Da oposição simbólica dos espaços, à lógica de identidade e dissemelhança que funda a funcionalidade dos pares e dos triângulos (amorosos) de personagens, nada é escamoteado, mas confirma uma escrita poderosa na renovação contemporânea dos processos narrativos.
Como referenciar: A Costa dos Murmúrios in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-23 21:04:23]. Disponível na Internet: