A Folha de Parra (elementos para um romance)

Um amigo do romancista ter-lhe-ia fornecido os elementos ("palavras, nomes, por vezes pequenas observações", indícios de "capítulos esboçados", "arquivos de notas") que reproduziu para que os ordenasse num romance. Resistindo à "vaidade, e vaidade ingénua, [de] supor [...] que o romance que escrevesse havia de ultrapassar aquele que, sobre a mesma base, em cada pensamento de leitor se construirá [...]", oferece esses apontamentos tal qual os teria recebido, sem proceder a qualquer ordenação ou concatenação. A fragmentaridade do discurso narrativo atinge, no entanto, essencialmente, a estrutura externa (capítulos avulsos, não articulados), sendo que o protagonista, Ricardinho, funciona como fio condutor da ação. Ao mesmo tempo, converge nesses "elementos" uma multiplicidade de registos, inclusivamente o registo crítico, mesmo se inserido numa forma epistolar.
Como referenciar: A Folha de Parra (elementos para um romance) in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 12:08:46]. Disponível na Internet: