A Mão Feliz. Poemas D(e)ícticos

O subtítulo, alertando para as relações entre "Poesia e Deixis" (cf. prefácio de Óscar Lopes a A Mão Feliz. Poemas D(e)ícticos, de Rosa Alice Branco, Porto, 1994), apresenta o livro como "um exercício de paradoxos de designação (pretensamente) direta (id. ibi., p. 8), num ciclo de ambiguidades pelo qual "o animal volátil (do amor, por exemplo) não se limita a vencer, ocasionalmente, as dicotomias da ação em abstrato (a intenção, os intervalos pressupostos para cada alvo, o presente visto como efeito do passado), mas enfrenta de caras as diferenças que se inscrevem nos demonstrativos portugueses" (id. ibi., p. 7).
Como referenciar: A Mão Feliz. Poemas D(e)ícticos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-20 03:51:35]. Disponível na Internet: