A Vida em Lisboa

Romance de atualidade de Júlio César Machado, publicado em 1858 em dois volumes, onde o escritor, conforme assevera no prefácio dirigido "À Crítica", pretendeu "estudar os costumes e a índole dos lisbonenses", amenizando o realismo das descrições "pelo interesse e movimento de um enredo em harmonia com os caracteres que se pretende observar e com os usos que se pretende descrever." Apesar da complexidade da intriga amorosa, A Vida em Lisboa, mais que um romance, parece, como o próprio autor confessa, "um folhetim de 400 páginas", onde se estende uma "fisiologia" dos tipos e dos ambientes da sociedade lisboeta da época, materialista e cínica.
Como referenciar: A Vida em Lisboa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-03-20 11:32:32]. Disponível na Internet: