abacateiro

Designação comum de plantas arbustivas ou arbóreas do género Persea, da família das Lauráceas, que habitam predominantemente os bosques húmidos das zonas tropicais e subtropicais.
O abacateiro Persea americana, também designado abacate, é uma árvore aromática, de copa redonda, que pode atingir os 18 metros de altura.
As folhas são perenes, alternas, coriáceas, simples, glabras, pecioladas e com nervuras bem marcadas. As flores são bissexuais e agrupam-se em inflorescências alongadas axilares. O perianto é pouco chamativo, esverdeado e composto por tépalas. Os estames estão dispersos em três ou quatro verticilos soldados na base do perianto. O ovário é súpero. A floração ocorre, normalmente, durante o mês de abril.
Os frutos são carnudos, do tipo drupa, com uma só semente.
Os abacateiros têm uma característica curiosa no comportamento da sua floração. Em algumas variedades as flores têm os pistilos recetivos de manhã, fecham ao meio-dia e deixam servir o pólen à tarde. As flores abrem à tarde, voltam a abrir de manhã, nessa altura libertam o pólen, e fecham ao meio-dia não voltando a abrir. Enquanto noutras variedades as flores abrem à tarde, têm o pistilo recetivo e voltam a abrir de manhã para sair o pólen. Este comportamento, denominado dicogamia sincronizada, exige uma associação de variedades numa plantação, para que a polinização possa ocorrer. A polinização é sempre cruzada.
Os abacateiros multiplicam-se facilmente por sementes frescas, mas em plantações industriais recorre-se ao plantio de variedades robustas, que se utilizam como porta enxertos.
O Persea americana é originário da América Central e cultivado na Europa mediterrânea, como planta ornamental ou pelo seu fruto.
O fruto é muito rico em gorduras e pobre em açúcares. É geralmente consumido em fresco ou é utilizado para extrair óleo de abacate que tem grande utilização na indústria de perfumaria e artigos de toilette. O fruto, que tem forma de pera – pera-abacate –, tem um caroço muito desenvolvido, para o qual ainda não foi encontrada aplicação económica.
O abacateiro começa a produzir ao fim de quatro a seis anos após a enxertia ou oito a dez anos depois da sementeira.
Podem considerar-se três variedades principais do abacateiro Persea americana: Persea americana var. americana (abacateiro ou abacateiro das Índias ocidentais), melhor adaptado a climas quentes, produz frutos grandes e de casca macia e flexível, pouco resistente aos choques; o Persea americana var. drymifolia (abacateiro-do-México), originário das regiões montanhosas mexicanas, resiste bem a baixas temperaturas, produzindo frutos de menores dimensões e rebentos novos, frutos e folhas que, quando partidas, exalam um aroma semelhante ao do anis; o Persea americana var. nubigena (abacateiro-da-Guatemala) é resistente a temperaturas baixas e os seus frutos são pequenos e protegidos por uma casca resistente.
Como referenciar: abacateiro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-21 16:54:54]. Disponível na Internet: