Abel Botelho

Militar, escritor e diplomata português, Abel Acácio de Almeida Botelho nasceu em 1856, em Tabuaço, e faleceu em 1917, em Buenos Aires. Tendo seguido o curso do Estado-Maior na Escola do Exército, estreou-se como escritor em 1878. A sua obra é uma das que melhor representam a escola realista na poesia, destacando-se livros como Lira Insubmissa (1885), O Barão de Lavos (1891), Amanhã (1902) e Lázaros (1904). No teatro, merecem referência peças como A Imaculável (1897) e Fruta do Tempo (1904). Foi académico de mérito da Academia de Belas-Artes e colaborou em vários jornais.
Como referenciar: Abel Botelho in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-16 15:43:11]. Disponível na Internet: