ablativo absoluto

Construção gramatical muito frequente em latim, que funciona como uma oração circunstancial, nomeadamente de tempo e/ou de causa. Geralmente, consiste numa expressão constituída por um particípio presente ou passado e por um substantivo (sujeito), ambos no caso ablativo. A construção com o particípio presente indica que a ação decorre ao mesmo tempo que a ação principal.
Exemplo:
Rege veniente, regina discedet. (Vindo o rei/Quando o rei chegar/Assim que o rei chegar, a rainha partirá.)
A construção com o particípio passado indica que a ação aconteceu antes da ação principal.
Exemplo: Bello confecto, milites rederunt. (Terminada a guerra/Quando a guerra terminou/Uma vez terminada a guerra, os soldados regressaram.

O particípio do verbo sum (ser) não existe. No entanto, é possível encontrar ablativos absolutos construídos com dois nomes (ou pronomes) e nome e adjetivo, nos quais facilmente se entende o omissão daquele.
Exemplo: Cicerone consul, ... (Sendo Cícero cônsul/Quando Cícero era cônsul, ...)

Me vivo, ... (Estando eu vivo, ...)
Como referenciar: ablativo absoluto in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-21 05:31:30]. Disponível na Internet: