Acordos de Rambouillet

Acordo assinado em Bona, na Alemanha, a 5 de abril de 1999 pelos ministros dos quatro países mais poderosos da NATO: os Estados Unidos, a Grã-Bretanha, a França e a Alemanha, que negociaram uma solução pacífica, multiétnica e democrática para a região do Kosovo. Pensava-se que este objetivo só poderia ser alcançado pelo regresso de todos os refugiados, a garantia do estabelecimento de uma força de paz internacional, e pela retirada incondicional das forças sérvias, da polícia e das forças paramilitares, com a criação de um grupo de trabalho para o Kosovo.
Estes quatro países tentaram pacificar a situação no Kosovo em Rambouillet, ao insistirem na assinatura de um acordo que conseguisse ultrapassar o conflito territorial e étnico vivido no território da ex-Jugoslávia. A NATO, liderada pelos Estados Unidos e pela Inglaterra, lançou uma forte ofensiva sobre os Sérvios, usando o argumento do extermínio da população kosovar pelas forças sérvias. Um conflito que não foi travado pelo acordo de Rambouillet.
Como referenciar: Acordos de Rambouillet in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-16 23:51:01]. Disponível na Internet: